quarta-feira, 11 de maio de 2016

MUSAL CELEBRA SEMANA NACIONAL DOS MUSEUS

Museu Aeroespacial da Aeronáutica tem programação especial para amantes da aviação



Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Flávio Nishimori
Visitação a aeronaves e exibição de filmes estão entre as atrações da programação especial do Museu Aeroespacial da Aeronáutica (MUSAL), localizado no Rio de Janeiro, durante a 14ª Semana Nacional de Museus, que neste ano ocorre entre os dias 16 e 22 de maio.
“O MUSAL participa deste evento em comemoração ao Dia Internacional de Museus, a ser celebrado em 18 de maio, em parceria com o Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e em coordenação com o Conselho Mundial de Museus (ICOM), órgão das nações unidas. Serão 1236 museus participantes com 3,7 mil eventos para um público de todas as idades”, explica o diretor do MUSAL, Brigadeiro do Ar Reformado Márcio Bhering Cardoso.

O Evento marca comemoração ao Dia Internacional de Museus (18/05)

No MUSAL, localizado no Rio de Janeiro, o público poderá fazer a visitação a partir da terça-feira (17/05). Durante toda a semana e até domingo (22/05), amantes da aviação poderão conferir de perto diversas aeronaves que fizeram parte da história da aviação brasileira e mundial. No sábado (21/05), às 11 horas, e no dia domingo (22/05), às 13h30, haverá exibição do filme “O Segredo das Asas”. Veja aqui a programação completa.
MUSAL - Distribuídas em cinco hangares, as mais de cem aeronaves pertencentes ao Museu Aeroespacial da Aeronáutica (MUSAL) conservam uma grande parcela da história da aviação brasileira e mundial.
Criado em 1973, o MUSAL só foi inaugurado em 18 de outubro de 1976, inicialmente com 42 aeronaves. Instalado em uma área de cerca de 15 mil metros quadrados, no Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro, o museu proporciona a um público anual de aproximadamente 60 mil visitantes uma oportunidade rara de ver de perto aviões protagonistas de momentos importantes da história brasileira.
“Todas as aeronaves expostas, independente do tipo de aviação, têm um papel preponderante para marcar a história do povo brasileiro. Nós temos que saber de onde viemos, quem somos e para onde iremos. Essas talvez sejam respostas cruciais para o ser humano. E no MUSAL, nós tentamos responder aos nossos visitantes esses questionamentos utilizando o meio aeronáutico”, ressalta o diretor do MUSAL, Brigadeiro do Ar Reformado Márcio Bhering Cardoso.
Numa verdadeira viagem de volta ao tempo, os visitantes podem se deparar com verdadeiras raridades. O avião P47, por exemplo, utilizado na campanha brasileira na Itália durante a Segunda Guerra Mundial, é um delas. Para ter uma idéia da robustez dessa aeronave, foram 93 missões realizadas durante o conflito. O acervo conta ainda com um modelo do avião Curtiss Fledgling, que inaugurou o Correio Aéreo Militar em junho de 1931 e mais tarde proporcionaria a integração do País.
Um Mirage utilizado para interceptação que acolheu em seu cockpit ninguém menos que o tricampeão de fórmula 1 Airton Senna também está exposto no Musal. Aeronaves que serviram a presidentes, como o VC 90, apelidado de Cafona, utilizado por Juscelino Kubitschek, também remetem o visitante ao passado.
No salão das velhas garças estão expostas as aeronaves mais antigas do MUSAL. Uma réplica do 14 BIS, construída em 1973, no Parque de Material Aeronáutico dos Afonsos, no Rio de Janeiro, repousa ao lado do modelo Waco, empregado como avião de ataque durante a revolução constitucionalista de 1932 . Os vermelhinhos, como ficaram conhecidos, possuíam um sistema interessante de retardo nas metralhadoras que proporcionava atirar sem acertar a própria hélice. Outra aeronave que chama a atenção é a aeronave Caudron semelhante à utilizada por Anésia Pinheiro Machado, uma das pioneiras da aviação brasileira, no percurso entre Rio e São Paulo.
Exposições - O acervo do MUSAL não se restringe somente às aeronaves. Mostras permanentes e temporárias também ajudam o visitante a entender melhor a história da aviação. Um profundor que fazia parte da aeronave P47 atingida pela artilharia inimiga durante a segunda guerra e o uniforme do então tenente Eduardo Gomes quando ele foi atingido durante o levante do forte de Copacabana, por exemplo, estão entre os muitos objetos históricos e curiosos encontrados nas salas de exposições do museu. Um dos destaques é a Sala Santos Dumont, que apresenta a história do inventor, permeando sua vida pessoal, suas invenções e curiosidades. Outra exposição de destaque é a "A FAB NA GUERRA". Por meio de peças originais da 2ª Guerra Mundial, vídeos e cenografia, a mostra apresenta a participação da FAB na 2ª Guerra Mundial. 

Serviço: Museu Aeroespacial da Aeronáutica – Musal 
Localização: Marechal Fontenelle, 2000 - Campo dos Afonsos - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 21740-000
Telefones.: (21) 2108-8954 - (21) 2108-8955 
Horários de Funcionamento - Terça a sexta-feira de 9h às 15h.
Sábados, Domingos e Feriados de 9h 30min às 16h.
Entrada Franca
* As programações destinadas a grupos previamente agendados, os interessados deverão agendar na Seção de Recursos Educativos, pelos telefones: 2157-2587 e 2157-2895 - ramais 2125 e 2126



Faça uma visita ao MUSAL e viva a história da aviação brasileira e mundial, andando pelos corredores dos grandes Hangares, entre aeronaves históricas..Algumas unicas no mundo!
Vale muito a visita...!
Fonte: Força Aerea Brasileira
Pesquisa: Bruno Cilento